Qual o telescópio que devo comprar? – MadeiraOptics

Qual o telescópio que devo comprar?

Publicado por Vítor Pestana em

Um telescópio é um presente que tem se tornado popular, especialmente durante as férias. Pode ser um portal para o universo e proporcionar uma vida inteira de prazer. Mas não existe um telescópio "perfeito" - assim como não existe um carro perfeito. Em vez disso, deve escolher um telescópio com base nos seus interesses de observação, estilo de vida e orçamento. Então, aqui está um guia para ajudá-lo a entender o "universo" de modelos de telescópios disponíveis nos dias de hoje. Obtenha o que é certo para si. Mas não negligencie a portabilidade e a conveniência - o melhor telescópio para si é aquele que você realmente irá utilizar.

A característica mais importante de um telescópio é sua abertura – o diâmetro de sua lente ou espelho, muitas vezes chamado de objetiva. O diâmetro da abertura será expresso em milímetros ou, menos comumente, em polegadas (1 polegada equivale a 25,4 mm). Como regra geral, o seu telescópio deve ter pelo menos 2,8 polegadas (70 mm) de abertura – mas de preferência sempre mais. Os telescópios dobsonianos, que são refletores com uma montagem simples, fornecem muita abertura a um custo relativamente baixo. Uma abertura maior permite-lhe ver objetos mais fracos e detalhes mais finos do que uma abertura menor. Mas um bom telescópio pequeno ainda pode mostrar muito mais do que você pensa – especialmente se mora longe das luzes da cidade. Por exemplo, de um local escuro, pode detetar dezenas de galáxias além da nossa Via Láctea através de um telescópio com uma abertura de 80 mm (3,1 polegadas). Mas provavelmente precisaria de um telescópio de 6 ou 8 polegadas para ver essas mesmas galáxias. E independentemente de quão claro ou escuro seja o seu céu, a visão através de um telescópio com bastante abertura é mais impressionante do que a visão do mesmo objeto através de um telescópio menor.

Evite telescópios que são anunciados pela sua ampliação – potências especialmente altas e implausíveis, como 600×. Para a maioria dos propósitos, a ampliação máxima útil de um telescópio é 50 vezes sua abertura em polegadas (ou duas vezes sua abertura em milímetros). Nesse caso precisaria de um telescópio de 12 polegadas de largura para obter uma imagem decente em 600×. E mesmo assim, iria ter de esperar por uma noite em que as condições de observação fossem perfeitas.

Existem três designs básicos de telescópios que usam óticas diferentes para alcançar o mesmo resultado: fazer objetos distantes parecerem maiores e mais brilhantes do que parecem aos seus olhos. Os refratores têm uma lente na frente do tubo – é o tipo com o qual provavelmente está mais familiarizado. Embora geralmente de baixa manutenção, eles rapidamente se tornam caros à medida que a abertura aumenta. Dentro dos modelos do refrator, um apocromático por exemplo, oferece melhor qualidade ótica (e é mais caro) do que um acromático do mesmo tamanho. Os refletores captam a luz usando um espelho na parte traseira do tubo principal. Para uma determinada abertura, geralmente é dos modelos mais baratos, mas irá precisar de ajustar o alinhamento ótico de vez em quando.

Os telescópios catadióptricos, que usam uma combinação de lentes e espelhos, oferecem tubos compactos e relativamente leves. Existem dois designs populares que verá com frequência que são chamados de Schmidt-Cassegrains e Maksutov-Cassegrains. A maioria dos modelos de telescópios vêm com uma ou duas oculares, se for o caso só necessita de alterar a ampliação trocando oculares com diferentes distâncias focais.

 

www.MadeiraOptics.com

Facebook: MadeiraOptics

Instagram: @madeira_optics

Tel.: +351 291 622 971

WhatsApp: +351 924 485 850


Partilhar esta publicação



← Publicação Mais Antiga Publicação Mais Recente →


0 comentários

Deixe um comentário

Tenha em atenção que os comentários precisam de ser aprovados antes de serem exibidos.